Noticias

FCB cria assessoria para auxiliar clubes na captação de recursos 27/01/2021 16:08

Em mais um passo para promover o desenvolvimento e a autonomia dos clubes, a Federação Catarinense de Basketball (FCB) criou uma Assessoria Administrativa de Captação de Recursos. A novidade para a temporada 2021 tem o objetivo de auxiliar os filiados no processo de obter valores por meio de parcerias, patrocínios, editais e outras formas para desenvolver suas atividades por meio da iniciativa privada e pública. Para isso, a FCB contratou a assessora Pâmela Medeiros, profissional com experiência de 11 anos na área de captação de recursos e avaliação de projetos.

O contato inicial será feito pela própria assessora com o intuito de conhecer melhor o cenário de cada equipe e começar o projeto. “Estou avaliando as documentações e vamos fazer o primeiro contato com eles, enviando um formulário para conhecer melhor a estrutura de cada um e, a partir daí, iniciar o trabalho com cada um. Aqueles que quiserem aproveitar a oportunidade, estamos disponíveis”.

Medeiros tem experiência de oito anos na prefeitura de Blumenau (sendo três como Diretora de Captação de Recursos e cinco como análise de processos e repasses), período em que teve contato com os projetos esportivos do município. Além disso, atuou mais três no Governo do Estado. Na FCB, ela irá atuar junto com os clubes, mapeando as possibilidades de angariar recursos e desenvolvendo estratégias de acordo com as realidades de cada filiado.
Veja mais detalhes sobre o método de trabalho, horizontes e possibilidades oferecidas pela FCB na entrevista com a assessora.

Quais são as possibilidades de captação na área esportiva?
Quando a gente fala de esporte, podemos falar de cota de patrocínio para times de destaque; podemos falar de atletas de ponta que podem ser patrocinados, diminuindo custos para manter ele na equipe; dá para trabalhar com parcerias; com editais da iniciativa privada; institutos que trabalham com desenvolvimento do esporte em comunidades em vulnerabilidade social; então tem muito horizonte para trabalhar com os clubes.

O que é importante entender sobre captação de recursos?
Captar recursos não significa necessariamente conseguir dinheiro no caixa para eles gerirem, mas também avaliar quais despesas estão no caixa que poderiam ser transferidas para um parceiro. Hoje tudo vira moeda, tudo é um valor monetário. Também não é uma solução pronta, a gente tem que partir da ideia de que o “não” já se tem, então vamos atrás de quem diga sim. É algo a ser feito, é um trabalho de médio e longo prazo, demora a ser desenvolvido, mas a gente tem que buscar, pois se for focado dá certo. E vamos precisar da ajuda dos clubes, posso dar as opções, sugerir caminhos, mas se cada ator envolvido fizer sua parte com os clubes tomando as decisões, vai dar certo.

O que precisa ser avaliado num primeiro momento?
Quando a gente fala de inscrição de projetos, a gente precisa ver toda a documentação do clube, se tem todas as certidões negativas, se o estatuto permite trabalhar na área esportiva e social, se tem as inscrições nos conselhos municipais, desenvolve só rendimento ou tem algum projeto social vinculado que precisa ser estruturado. Qual é o planejamento do clube? O que elencam como prioridade para buscar recursos? Então passa por toda uma mudança de pensamento, pois várias pessoas têm vontade, mas não sabem o caminho para desenvolver projetos, aí a gente entra para capacitar essa equipe para escrever um projeto, capacitar sobre a legislação que tem que cumprir, etc. esse é o objetivo do trabalho a ser desenvolvido.

Qual a importância de ter a FCB promovendo esse serviço aos clubes?
A Federação está buscando dar autonomia aos clubes, capacitá-los e dar suporte naquilo que precisam fazer para se estruturar na captação de recursos e fazer bem feito. Quando você tem um administrativo organizado e que dá certo, você tem o fomento daquela categoria a qual está inserida. Por que a FCB hoje tem reconhecimento em todo o país? Porque desenvolve um trabalho construído ao longo de anos em relação a sua administração, a forma de planejar e como exerce o planejamento para fazer basquetebol. Se nós conseguirmos transferir essa mesma experiência da Federação para os seus filiados, eles vão desenvolver muito mais o basquete do que sem essa expertise. Não tem como planejar o futuro do esporte se não conseguir pensar no financeiro para dar as condições necessárias para o trabalho em quadra.

Foto: Adriano Krischke / FCB
Texto: Lucas Inácio / FCB

+ NOTÍCIAS
Área do Clube Área do Oficial